Por que Dilma, e já no primeiro turno

por ELOÉSIO PAULO*


Ser utopista é uma bela forma de lavar as mãos: eles só se comprometem com o melhor dos mundos possível. Deve ser com grande esperança que uma parte da classe “pensante” brasileira vê o tímido crescimento de Marina Silva nas pesquisas; não precisariam abster-se, depois de toda a campanha antiDilma, campanha na qual acreditam porque, afinal, a grande imprensa é a verdade revelada – na ausência prática de outras instituições capazes de alguma orientação. Além disso, continuam achando chique votar na mesma candidata que Caetano Veloso, aquele compositor outrora genial que se tornou um perfeccionista/saudosista magnífico cantante.

Quere saber de uma coisa? Serra nem é um mau candidato, está longe se ser o “idiota” que o destemperado Caetano disse há poucos dias. Serra, no governo, faria quase exatamente o mesmo que Dilma no plano econômico. A política social de um governo seu é que manteria a de Lula como maquiagem, mas começaria a solapá-la devagarinho por duas razões: primeiro, porque o PDSB é um partido demófobo, detesta povo; segundo, porque tem a má companhia do DEM (para não falar das outras), partido em extinção mas que, noves fora Maluf e os partidecos evangélicos, é o que há de mais retrógrado na política brasileira. São capitalistas que não conseguem admitir a mais remota distribuição de renda. Ah, sim, não podemos esquecer: o PSDB privatizaria tudo o que resta de patrimônio nacional, a precinhos bem camaradas. E Paulo Renato voltaria a ser (que horror!) ministro da Educação. De quebra, a promessa de um salário mínimo de 600 reais é apelação das mais desavergonhadas.

A direita está histérica, e isso surpreende muita gente. Nem falemos da Veja, que sempre foi assumidamente partidária (lembram-se do Stedile na capa, caracterizado como o Diabo?) A Rede Globo, que vinha fazendo de conta ter aderido ao jornalismo sério, escancarou outro dia no Jornal Nacional: 15 ou 20 minutos de noticiário editado descaradamente para prejudicar Dilma, no melhor estilo da antológica edição do debate Lula/Collor de 1989. Até a Folha de S. Paulo (já tinha tomado pito da própria “ombudswoman”) deixou cair de vez a máscara: pôs na primeira página foto de Dilma entre Zé Dirceu e Erenice, numa óbvia insinuação de que “se foi ministra da Casa Civil, é corrupta”. Sim, Paulo Henrique Amorim, desta vez o PIG (Partido da Imprensa Golpista) desfila em grande estilo na Marquês de Sapucaí da desinformação nacional.

Mas por que será que a dianteira de Dilma desgosta tanto essa turma? Será que eles morrem de amores por Serra? Não, como não morriam de amores por Fernando Collor, mas fizeram a irresponsabilidade de levá-lo à Presidência porque era impensável Lula ser presidente.

Lula tornou real o impensável fazendo-se pragmático, deixando de ser utópico. Era o único jeito, mas a consciência tranqüila dos eleitores de Marina prefere esquecer a história. Hay que meter la mano em aquello, como disse o Suplicy, o melhor político ruim de discurso que já houve. Os quase 80% cento de aprovação foram uma conquista pessoal de Lula, apesar de toda a grande imprensa, e baseiam-se no simples fato de que a vida das pessoas melhorou. Daí para a virtual vitória de Dilma no primeiro turno, é um pulinho.

Os capitalistas, muito mais beneficiados pelo governo Lula que o povo, são ingratos. Pelo menos uma parte deles, e mais especialmente o empresariado paulista – que tem o hábito de considerar-se uma realidade à parte do restante do Brasil, mentalidade que aliás se reflete no fracasso da candidatura Serra. Mais especialmente ainda, os grandes veículos de comunicação detestam a hipótese Dilma. Por que será? Que ódio tão grande é esse que os faz jogar fora seu patrimônio mais importante, a credibilidade, para tentar forçar um segundo turno?

Talvez uma das respostas seja a proposta de universalização da banda larga. Eu deixaria de assinar o provedor da Uol (pertencente à Folha) caso tivesse internet de graça proporcionada pelo governo; eu, a torcida do Flamengo, a do Corinthians e várias outras. Também a Globo tem interesses nessa área, e sabemos que Dilma – mais brizolista do que lulista – é grande entusiasta da democratização da banda larga. Será uma boa explicação? De qualquer forma, pode apostar que as razões do PIG não são a imparcialidade jornalística ou o interesse nacional.

Agora, é claro que o negócio da espionagem da Receita está errado. Mas tão errado quanto a jogada de Serra contra Roseana Sarney em 2003, que tirou a candidata maranhense de uma eleição presidencial na qual era favorita. E, pensando bem, por que tanto medo de que alguém veja o Imposto de Renda de sua filha e do genro? Erenice, a suspeita apressadamente julgada pelo PIG, abriu logo o seu sigilo. Já viram Fernando Henrique fazer isso?

É claro, também, que as práticas lobistas de Erenice e filhos – caso sejam confirmadas – são imorais. O engraçado é que ninguém da turma do Serra falava dessas coisas no governo Fernando Henrique, quando um segundo mandato presidencial foi comprado com o suborno explícito de parlamentares. De uma vez por todas: não existe governo santo, existe governo menos pior. A utopia é como o amor platônico, antes de tudo hipócrita.

Dilma vai ganhar de qualquer jeito. O PIG pode até conseguir um segundo turno, frenética e desavergonhadamente empenhado como está. Mas não terá munição suficiente para levar Serra ao Palácio do Planalto. O presidente é poderoso, e muito. Então, o que a direita conseguiria mesmo seria forçar a ampliação da aliança eleitoral de Dilma, viabilizando até mesmo a entrada de muitos antidilmistas ferrenhos no futuro governo petista. O Brasil só teria a perder com isso: já é difícil votar em Michel Temer por tabela; difícil também engolir que o pragmatismo de Lula seja tanto que nos obrigue a vê-lo cortejar (e ser cortejado) por Collor, Sarney, Hélio Costa…

Muito pior será votar em Dilma num segundo turno em que a direita estaria ainda mais infiltrada dos dois lados. É exatamente isso que ela, a direita, quer. Naturalmente, resta a opção de não votar ou lavar as mãos jogando as fichas na boazinha Marina, evangélica que não tem coragem de assumir-se como tal porque o tom de sua campanha é “descolado”. Quer um exemplo? Um programa seu, dos primeiros, dizia que “a natureza” (e não Deus) levou milhões de anos para criar o ambiente que estamos destruindo, e tal.

O cadáver da ditadura militar continua insepulto, e fede. Marco Maciel ainda perambula pelos corredores do Congresso, o espectro fanhoso de Maluf assombra nossa televisão, os Bonifácio de Andrada apresentam ao eleitor seu mais novo rebento como candidato a deputado estadual. Até quando vamos conviver com esses avantesmas?

No próximo capítulo, a bruxa Dilma será apresentada como “terrorista”. Ela pegou em armas contra os criminosos que destruíram nossas instituições democráticas em 1964, militares na vanguarda, sob as ordens do governo norte-americano. Serra também era “contra” a ditadura. Mas o que fez ele? Fugiu para o Chile.


* ELOÉSIO PAULO é professor da Universidade Federal de Alfenas e autor do livro Os 10 pecados de Paulo Coelho (Ed. Horizonte).

+ texto do autor: Jesus falava palavãro

Anúncios

23 comentários sobre “Por que Dilma, e já no primeiro turno

  1. Meu amigo, acorde para vida, votar em Dilma é voltar ao passado, queremos pessoas qualiificadas, e não com achismo, porque ela nunca sabe nada, só acha, e outra a maioria das obras do PT são do SPBD, dá esmola comno Bolsa Familia nao dá dignidade para nimguem, o povo precisa de Estudo e Trabalho para ter dignidade.
    FORA PT – FORA DILMA.
    E FALAR QUE NEN JESUS CRISTO TIRA ELA – TOME MUITO CUIDADO.

  2. Janene, eu consigo sim apontar motivos racionais para não votar na Dilma. Primeiro, havia um esquema de corrupção no Ministério que ela comandou. Não a culpo por não saber, mas a culpo por diminuir a gravidade do fato. O PT simplesmente se acomodou e desisitiu de lutar contra a corrupção. Simplesmente aceitam. Nenhum governo vai abolir a corrupção, pois isso é um desvio moral que pode atingir qualquer ser humano. Porém, fechar os olhos e fingir que não vê é um grande erro.

    Acho Dilma uma candidata muito qualificada e compropostas concretas. Acredito porém que ela vai avançar onde o preseidente Lula já avançou. Outros setores continuarão carente e a comunicação oficial nos fará sentir que vivemos no melhor país do mundo, mesmo que tenhamos que andar com o vidro do carro fechado por conta do medo de assaltos, mesmo que tenhamos que ver pessoas sucumbindo à droga por falta de alternativa.

    Outro ponto que me leva a não votar em Dilma e no PT em geral é o fato de eles figirem que são partido de esquerda, quando claramente são centro. Essa negação constante da verdade, para mim, é motivo suficiente para não votar em Dilma.

  3. Sua reflexão é lúcida, o texto é oportuno. Você pode perceber o alcance do poder de distorção da mídia com os comentários raivosos feitos pelos leitores de seu texto, que não conseguem apontar racionalmente sua rejeição à Dilma.

  4. Por que todo esse desespero? Achei q a Marina não representasse ameaça…
    Cada crítica desconstrutiva, alienante e sem fundamentos mostra como a força de Marina é muito maior do q 13 ou 14%!!!
    Aqueles q ainda acreditam na política ou voltaram a acreditar graças a esta mulher sensacional, VOTARÃO 43 NO DIA 3!!!

  5. DILMA NEM PENSAR,UMA MULHER QUE DESAFIA DEUS E AINDA PRESTEM ATENÇAO EM QUEM É O VICE,ELA VAI COLHER O QUE MERECE COMO O PRÓPRIO TITANIC QUE DESAFIOU ADEUS.

  6. Bom texto, assino em baixo. Aos ‘eruditos’, futuros professores universitários, que votem no PSDB, mas não se esqueçam de que vão ter que esperar por 8 anos até que sejam criadas vagas para professores universitários. Claro, podem votar no partido da reforma Luterana, dos que nunca fizeram nada de errado, por sinal; isto só se aplica aos ateus e ‘comunistas’ (pecadores tipo eu) que ‘fazem coisas de errado’. E como um partido com minoria governaria? Invocaria a mãe natureza para convencer os deputados a aprovarem suas medidas? Quanto a vagas, refiro-me a universidades públicas. Visto que quero seguir carreira acadêmica e prestar concurso em breve, não posso votar em PSDB. Estou sendo egoísta? Maybe. Quanto à distinção ‘direita’ e ‘esquerda’, se isso incomoda alguns, use ‘levógira’ e ‘dextrógira’. Ou, ‘par supersimétrico’, ‘anti-simétrico’. Voto na Dilma, ponto final. Abraços do Ricardo.

  7. Oi Eloésio!

    Sei com que tenta explicar o mal necessário. E que Dilma como Presidenta é uma pessima avó tricoteira… Mas minha posição final é que depois de Fernado Henrique e Lula, quero a volta da Ditadura ou da Monarquia… O brasil nãos sabe viver com democracia, nem a drmocracia vala mesmo a pena. Acho que vevemos instituir a ditdura monarquista de direita… Senão vamos Dilmal à pior… (desculpe-me o trocadinho)…

  8. ELOÉSIO PAULO,

    Despenso meu comentario nas questoes politicas brasileiras- uma vez que sou estrangeiro nao posso se meter onde nao fou chamado. por isso ponho o meu ponto final.

  9. Excelente,Eloésio. Realmente v. tem razão!quem viveu a ditadura militar e oque veio depois dela continuando a ditadura- a direita selvagem,pode compreender melhor o que v. escreveu. Obrigada

    [

  10. Gostei de seu artigo. Ele me remeteu à história. Gosto de artigos que desequilibram. Precisamos de governos que desinstalam, reinstalam, inauguram, por exemplo, uma mulher no governo. Precisamos de racionalidade e sensibilidade.

  11. Por fim, fico curioso em saber de que o Eloésio dá aula, já torcendo para ser em algum laboratório bastante especializado…

  12. Mas o Eloésio também é engraçado. Teme a ampliação das alianças petistas, que já incluem Collor e Sarney….kkkkk Pra onde ampliar, meu caro? Para o Marcola do PCCC? Aliás, o certo seria perguntar “em que medida” pois a direção já foi dada.

  13. Preocupante mesmo, nem é o fanatismo do professor Eloésio, mas o fato de que ele seja um professor universitário, que não percebe a sutileza embutida no fato de que o sigilo fiscal é uma garantia CONSTITUCIONAL. Mas concordo: é querer demais de uma mente tosca, especializada em Paulo Coelho.

  14. Olha, seu artigo esta otimo,mas…
    Dilma para presidente e tanto quanto de mais (eu acho). Estamos a 8 anos com PT na presidencia, ela não tem capacitação no exato momento para presidir. Ela não tem bagagem politica, ou o Lula vai ficar ali todavia defendendo e orientanto.
    Não sei se o senhor sabe, mas tem uma lei que esta para ser aprovada, o senhor ja deve ter visto algum video alguma coisa a respeito da Lei da mordaça. Cristãos são contra Dilma na presidencia, não falo de igreja catolica ou protestante e sim dos Cristãos! Esta no youtube, esse ano na passeata dos ‘gays’ eles pedem para votar em quem vai defender um casamento de homossexuais na igreja, blasfemiam contra tal. Imagina aceitarem uma lei de aceitação ao aborto. Ou ate mesmo de não liberdade de imprensa!? Não defendo ninguem, mas não sou a favor de Dilma! Muito menos do vice que esta junto a ela!
    Sim eu faço campanha contra, e se depender de mim e de varios e-mail que mando ela não ganhara no primeiro turno!!!

  15. Primeiro, a mídia protege o que é do interesse dela, por que nunca falou sobre o foro de São Paulo que existe desde 1990?
    A Dilma não somente pegou em armas, participou de roubos e mortes, é uma terrorista sim!!! E não sei como pode uma incapaz como ela ser conselheira da Petrobrás, ai meu saco!!! Por isso minhas ações estão 25% menos valorizadas nesse ano!!!
    Privatização é ruim???? Você não entende nada de economia e mercado mesmo, olhe os resultados da Vale do Rio Doce privada e da semi-estatal Petrobrás!!!
    Sabe qua é a pior “empresa” do Brasil, que a gestão é uma piada? “O Estado brasileiro”, a máquina pública. É um cabide de emprego, não há eficiência alguma, só corrupção!
    A dívida pública brasileira é hoje a pior da História!!!! Pagamos 40% de impostos ano e esses candidatos insolentes tem a cara de pau de dizer que precisam aumentar os impostos!!!
    Não critico somente a Dilma não, critico à todos!!! Como gestores, tenho dó do povo brasileiro…
    As únicas coisas que fazem esse país ir pra frente nada tem a ver com nosso Estado falido e sim com o trabalho do povo que com maus salários e muitos impostos, ainda assim, fazem esse país prosperar!!

  16. O primeiro comentário ao artigo, feito por Sérgio Campos Gonçalves, é o de alguém que parece ser uma pessoa desagradável, arrogante e raivosa. Sorte a minha se não vier a ser jamais sua aluna quando ele se tornar professor universitário! Que este pequeno comentário sirva de desagravo ao autor de “Porque Dilma, e já no primeiro turno.”

  17. Só um detalhe: a Dilma não pegou em armas para defender a democracia; ela pegou em armas para defender uma outra ditadura, a do proletariado. Ditadura, qualquer que seja, é danosa; a história é prenhe de exemplos. A Dilma já sinalizou a que virá. A demagogia, por sua vez, é a porta para a corrupção. Há mais de dois milênios essa lição vem sendo repetida e mostrada na prática. Lula tornou-se um demagogo, a corrupção que se instalou no seu (des)governo foi a consequencia natural. Os resultados que o Brasil obteve ultimamente, em razão da estabilidade econômica e do bom momento da economia mundial viriam de qualquer forma. E vieram, apesar do Lula. Aliás, perdemos muito tempo até que os players da economia mundial entendesse a (i)lógica do (des)governo Lula. Anfim, Dilma é a pior opção do momento, porque está vinculada a um atraso histórico. Se essa tragédia ocorrer, teremos uma primeira ministra, Zé Dirceu será o presidente. Você decide!

  18. Acredito que sua linha de raciocínio parte de princípios interpretativos que não combinam com a realidade de hoje: a direita… a esquerda…. bom, essas categorias não funcionam. Não há direita e esquerda, existe o interesse de chegar no poder: Lula foi paz e amor na campanha, e depois fez tudo o que FHC (a direita) faria e mais um pouco; enquanto isso o PSDB apresenta o José Serra como Zé, como “social”, e vez ou outra como continuador da política de bolsa-família.

    Por último, não acho ser utópico apontar o dedo na cara de quem faz coisa errada. Para mim, a complacência com a corrupção e o mal uso do Estado, mesmo para garantir a governabilidade, é imperdoável. E não acho utópico votar em quem não fez nada errado só pq provavelmente não vencerá a eleição. Meu voto é importante para mim o suficiente para causar sérios efeitos sobre minha consciência, e eu chamo isso de responsabilidade.

    Tomara que eu consiga logo me estabelecer como professor universitário. Pela nossa diferença de idéias, acho que desempenharei melhor a função social da profissão que o senhor.

    E uma obsevação: “não existe governo santo, existe governo menos pior”. Diz-se menos ruim, é o certo.

  19. Tudo isto que você relatou é bonito em palavras bem escritas. Não podemos deixar de reconhecer alguns méritos do Lula, mas não é ele o candidato…
    De qualquer forma devemos democraticamente quebrar o continuísmo. Vamos trocar e julgar, se não for bom tiramos democraticamente em outra eleição e se for bom, também devemos tirar para dar vez a outro, mas com um passado que todos conheçam e aprovem.
    Por enquanto chega de PT

  20. Parabéns pela reflexão serena e equilibrada. Dilma assusta mesmo aqueles que querem continuar na mesmice psdbista e outros istas.

  21. Cara, sinceramente, se você mesmo diz que não existe candidato santo, porque os marketeiros da Dilma a tratam como tal? E por que nada cola em Lula? Ele não erra?

    Essa historinha de justificar um erro com outro é corrupção intelectual! Eu acho que se a velha política sobrevive, não por causa de imprensa golpista. É porque ninguém tem coragem de peitar essas pessoas. Nem mesmo Lula com seus 80% de aprovação.

    Eu quero saber cadê as qualidades verdadeiras da Dilma. Quem é a verdadeira Dilma afinal?

    Se a Marina não está expondo suas crenças pessoais, isso não é fator de descrédito. É exemplo de que ela não mistura o público com o privado. O fato de ela ser evangélica, não significa que ela fará um governo evangélico.

    Você está sendo alarmista e golpista da mesma forma que a grande mídia. Pois, está usando dos mesmos argumentos que os conservadores usaram por tanto tempo para inviabilizar a eleição de Lula: condenar a utopia.

    Conservadorismo não é defeito de um lado só. Existe uma esquerda ultrapassada que se pretende hegemônica dentro de um país democrático!

    Marina já!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s