Stalingrado

Autor_JJMJEAN-JACQUES MARIE*

 

A batalha de Stalingrado foi um momento decisivo da Segunda Guerra Mundial. Foi a primeira derrota do Exército nazista, a que preparou sua derrota final. Além disso, foi o Exército Vermelho que esmagou o nazismo, enquanto os norte-americanos mediam forças com o Japão pelo controle do Pacífico e os ingleses se ocupavam prioritariamente em defender seu império colonial ameaçado. Mas esta vitória, que custou caro em vidas ao Exército Vermelho, foi obtida não graças a Stálin, mas apesar dele.

Desde 1937, Stálin fez de tudo para paralisar o Exército Vermelho. Em nome dos interesses de seu grupo de burocratas e de seu próprio poder, ele, entre 1937 e 1939, dizimou o alto comando do Exército Vermelho e o corpo de oficiais.

Em 1939, a partir da assinatura do pacto germano-soviético, Stálin proibiu a propaganda antifascista, a ponto de bloquear a difusão na Alemanha de um panfleto antifascista do Partido Comunista Alemão, reforçando assim um pouco mais o regime de Hitler.

Em 1º de dezembro de 1939, Stálin desencadeou a invasão da Finlândia por empurrar a fronteira da URSS cerca de 30 quilômetros para o norte. O Exército Vermelho, desorganizado pelos expurgos, privado de um comando experimentado, se paralisa longo tempo diante da forte linha Mannerheim (linha de defesa da Finlândia) e sofre duras perdas durante quatro meses. O Exército Vermelho perde então 126.875 homens, mortos, desaparecidos ou aprisionados, contra apenas 20 mil baixas do Exército finlandês. A URSS, revelando sua fraqueza militar, encoraja Hitler a atacar. Hitler tinha feito ataques esparsos à União Soviética algumas vezes, mas o comportamento vergonhoso do Exército Vermelho ajuda o nazista a convencer seu Estado Maior de que poderia atacar a URSS antes de pôr a Inglaterra de joelhos, em um momento em que a vitória parecia muito fácil… Eis porque, em dezembro, ele adota o plano Barbarossa de ataque à URSS.

Mas Stálin não toma nenhuma medida para preparar a defesa da URSS. Ele espera persuadir Hitler com sua passividade e com a pontualidade pela qual atende todos os pedidos da Alemanha nazista de minerais diversos. O marechal Joukov assinala: “Até o início da agressão à União Soviética, a esperança de adiar a guerra nunca abandonou Stálin”. Sua incompreensão total da política e da psicologia de Hitler levou-o a proibir qualquer medida que o nazista pudesse ver como uma provocação. Stálin ignora todas as advertências que lhe vêm de toda parte – de seu agente no Japão, Sorge; do residente da NKVD (polícia política, depois KGB) em Kichinev, Goglidzé; e do adido soviético-ad junto em Berlim, Khlopov. Stálin não reage aos 324 casos de violação do espaço aéreo soviético pela Luftwaffe (força aérea alemã) entre 1º de janeiro e 22 de junho de 1941. Pior ainda, ele – que vê espiões por todos os lados, inclusive entre seus auxiliares próximos – autoriza grupos de especialistas alemães a entrar no território soviético para fazer levantamentos topográficos, sob o pretexto de encontrar túmulos de soldados alemães da Primeira Guerra Mundial.

Red-Army-stalingrad-women-soldiers

As violações do espaço aéreo e os levantamentos feitos no solo permitem aos alemães mapear os locais que vão bombardear impunemente em 22 de junho. Stálin declara então ao marechal Timochenko: “A Alemanha não combaterá jamais sozinha contra a Rússia”.

Em 21 de junho, o chefe da NKVD, Beria, envia a Stálin duas notas. Sabendo que Stálin, julgando-se infalível, não suporta a menor critica, denuncia um informante soviético “que mente, afirmando que Hitler concentrou 170 divisões contra nós sobre nossa fronteira ocidental”, e conclui: “Mas eu e meus homens, Iossif Vissarionovicht [Stálin], nos apegamos firmemente em vossa sagaz previsão: Hitler não nos atacará em 1941”.

Assim que Stálin é informado, em 22 de junho de 1941, às 3 horas da manhã, que a Wermacht (Forças Armadas da Alemanha) havia entrado na URSS, ele se recusa durante horas a ordenar uma reação, e permite assim à aviação alemã destruir sem dificuldades cerca de mil aviões soviéticos em solo. Ele envia Molotov para verificar com o embaixador da Alemanha se seu país realmente declarou guerra à URSS antes de tomar a menor providência!

O avanço relâmpago da Wehrmacht, em face do despreparo de Stálin, permite que os alemães capturarem centenas de milhares de soldados soviéticos pegos de surpresa. Stálin, recolhido em seu escritório no Kremlin, qualifica de traidores essas vítimas de sua irresponsabilidade. Centenas de milhares de outros soldados se desorientam e fogem.

Numa estratégia genial, Stálin proíbe qualquer recuo em face do ataque em massa alemão. Em 29 de julho, Jukov, constatando que o Exército da frente sudoeste corre o risco de ser cercado pela Wehrmacht, propõe reagrupá-lo atrás do rio Dnieper e abandonar Kiev, a seu ver indefensável. Stálin o demite das funções de chefe do grande quartel-general do Exército Vermelho e exige de Khruschov que ele não recue de Kiev custe o que custar.

Em 10 de setembro, os blindados alemães abrem uma cunha no Exército Vermelho e ameaçam Kiev. Stálin proíbe que se evacue a cidade. Resultado: meio milhão de soldados soviéticos é feito prisioneiro. E foi assim até a batalha de Stalingrado.

Um relatório encaminhado a Beria pelo comissário da NKVD, Milstein, em outubro de 1941, informa que 657.364 desertores abandonaram suas unidades militares e foram capturados pelas seções especiais do NKVD, que fuzilaram 10.201. Quem é responsável por esta debandada, senão aquele que esperou a invasão para tomar alguma providência? Sem os erros catastróficos de Stálin, “o maior homem de todos os tempos e de todos os povos”, segundo a propaganda oficial, jamais as tropas alemães poderiam ter se aproximado da cidade. Em 1946, Jukov será acusado de haver declarado a alguns generais soviéticos: “Stálin era e ainda é um zé ninguém”.

À sua incompetência militar se somava uma prática política que consistia em resolver os problemas somente pelo terror. Os aviões soviéticos voam mal? Ele fez fuzilar Rytchagov, o chefe da aviação soviética. No entanto, os aviões não passaram a voar melhor! Em 1942, Stálin mandou fuzilar 32 generais acusados de serem os culpados por todas as derrotas que suas decisões causaram, e assim por diante…

Durante os cinco meses da batalha de Stalingrado, 13.500 soldados e oficiais acusados de covardia, deserção, recuo sem autorização e automutilação foram fuzilados pela NKVD.

Uma das lições da batalha de Stalingrado é a de que, para os povos, é de grande importância não ter como dirigentes homens que lhes fazem pagar muito caro por sua própria incúria, glorificada como a própria expressão de sua genialidade imaginária.

[Tradução: ANÍSIO G. HOMEM]


* JEAN-JACQUES MARIE, historiador francês, fundador da revista “Cahiers du Mouvement Ouvrier” (Cardernos do Movimento Operário), coordenador do Centre d’Études et de Recherches sur les Mouvements Trotskyste et Révolutionnaires Internationaux – CERMTRI (Centro de Estudos e Pesquisas do Movimento Trotskista e Revolucionário Internacional) e autor de biografias “Lénine: la révolution permanente”, “Trotsky: Révolutionnaire sans frontières”, e “Khrouchtchev: la réforme impossible”. Suas obras editadas no Brasil são “Stalin” (Babel), “O Trotskismo” (Perspectiva), “Os quinze primeiros anos da Quarta Internacional”, (Nova Palavra) e “Os Dissidentes Soviéticos” (Difel).

Artigo originalmente publicado na edição Nº 239 (21 a 27 de fevereiro de 2013) do  jornal “Informations Ouvrières” (Informações Operárias) do Parti Ouvrier Indépendant (Partido Operário Independente) francês.

Anúncios

23 comentários sobre “Stalingrado

  1. Um pequeno equívoco. A primeira derrota dos alemães, em terra, ocorreu na Batalha de Moscou. Depois desta batalha, alemães que, até então, só conheciam o sabor da vitória, só amargaram derrotas.

  2. Comentários bastantes interessantes. Uma visão diferente. Eu acreditava ser o Stalin um grande estrategista. O prórpio general ZUKOV, um dos mais iluminados generais soviétivos desvenda para nós as maldades, atrocidades, os mal feitos e as burrices do Stalin. Como um ser tão cruel contra seu próprio povo acaba como herói e salvador da pátria. O general Zukov, ao menos teve coragem de falar. Ao que parece o Stalin foi tão ruim estrategista quanto Hitler. O povo russo levado quase ao extermínio para Stalin ficar com os louros da vitória.

  3. Stefanie Avanzi Kremer Colegio Ser! Sorocaba 9ºano Jorge Amado disse:
    A batalha de Stalingrado , foi um fato importante na 2 guerra mundial, que foi a partir desta batalha as tropas nazistas alemã passaram a perder batalhas, como consequência passaram a perder espaços entre os fronts da guerra e assim acabaram sendo dizimados pelos exércitos soviéticos. O Exército Vermelho, desorganizado pelos expurgos, privado de um comando experimentado, se paralisa longo tempo diante da forte linha Mannerheim (linha de defesa da Finlândia) e sofre duras perdas durante quatro meses. O Exército Vermelho perde então 126.875 homens, mortos, desaparecidos ou aprisionados, contra apenas 20 mil baixas do Exército finlandês. A URSS, revelando sua fraqueza militar, encoraja Hitler a atacar. Hitler tinha feito ataques esparsos à União Soviética algumas vezes, mas o comportamento vergonhoso do Exército Vermelho ajuda o nazista a convencer seu Estado Maior de que poderia atacar a URSS antes de pôr a Inglaterra de joelhos, em um momento em que a vitória parecia muito fácil… Eis porque, em dezembro, ele adota o plano Barbarossa de ataque à URSS. Hitler era um homem com ideias psicopata,era “perturbado”,porem era um homem muito inteligente,por incrível que possa parecer nós o admiramos,pois fez o “impossível”por acreditar nele mesmo,dominar o mundo ele não conseguiu,porém conseguiu milhões de ‘seguidores’.
    Se Hitler tivesse usado melhor seus conhecimentos ele poderia mudar o mundo,se ele não tivesse essa ideia completamente racista,por ser um homem tão inteligente e acreditar tanto em seus princípios,ele seria realmente conhecido mundialmente como um homem bom. A URSS mostrou sua fraqueza militar e fez Hitler atacar. Hitler fez ataques na União Soviética algumas vezes, mas ainda com a fraqueza do Exército Vermelho ajuda os nazistas a convencer de que possue muito poder e de que seria fácil ganhar, tanto que ele adota o plano Barbarossa de ataque à URSS.

  4. A batalha em Stalingrado foi uma das piores que já existiram em minha opinião, mais de 1,5 milhões de mortos. O objetivo era a tomada do território da URSS a Alemanha quando Hitler perde está em sua opinião importantíssima batalha fica totalmente arrasado e abalado.
    Hitler era um homem muito inteligente, com seus discursos levava multidões a delírios, fazia com que as pessoas o apoiassem. Judeus, pessoas com qualquer tipo de deficiência física, eram vitimas das atrocidades de Hitler.
    A 2ª GM foi a guerra mais doentia e a mais sádica.

  5. Gabriele Rodrigues , Isabela Rocha ,Beatriz Martorell Colégio Ser! Sorocaba- Sp 9° ano J.A. disse:

    Hitler era um homem com ideias psicopata,era “perturbado”,porem era um homem muito inteligente,por incrível que possa parecer nós o admiramos,pois fez o “impossível”por acreditar nele mesmo,dominar o mundo ele não conseguiu,porém conseguiu milhões de ‘seguidores’.
    Se Hitler tivesse usado melhor seus conhecimentos ele poderia mudar o mundo,se ele não tivesse essa ideia completamente racista,por ser um homem tão inteligente e acreditar tanto em seus princípios,ele seria realmente conhecido mundialmente como um homem bom.
    Ficamos pensando Stalin foi provocado 324 entre 1 de janeiro a 22 de junho ele foi provocado mais de duas vezes ao dia,em menos de um ano,ele conseguiu resistir a tudo,ele realmente sabia o que estava fazendo para conseguir passar por tudo sem ‘cair’.
    A invasão na Finlândia,que enfraqueceu o exercito Vermelho.
    Essa com certeza foi uma época m muito difícil de se viver,os relatos de quem viveu na pele são aterrorizantes.

  6. A batalha de Stalingrado , foi um fato importante na 2 guerra mundial, que foi a partir desta batalha as tropas nazistas alemã passaram a perder batalhas, como consequência passaram a perder espaços entre os fronts da guerra e assim acabaram sendo dizimados pelos exércitos soviéticos.
    Essa batalha foi particularmente polêmica pelo fato que a alemanhã e a união soviética haviam assinado um tratado de não agressão chamado de Ribbentrop-Molotov,por isso Stalin não imaginava que que Hitler iria atacá-lo,porém ele estava militarmene preparado para defender seu território caso houvesse alguma invasão.
    Essa batalha de Stalingrado foi particularmente prejudicial a união soviética pelo fato do número de mortos que tiveram e que poderiam ser evitadas,mas também foi positiva,pois a união soviética conseguiu anexar algumas repúblicas que se tornaram socialistas situadas ao leste europeu.
    Essa batalha também demontrou um outro lado da população soviética que apesar de Stalin ter tomado algumas decisões ,algumas pessoas acharam que essa decisão era a incorreta e fizeram diferente do que fora mandado pelo Stalin e essas pessoas em sua grande maioria foi morta por serem julgadas pelas derrotas anteriores da união soviética e com isso Stalin mostrou seu poder.
    Ao final da batalha a União Soviética acabou saindo com a vitoriosa e derrotou a Alemanhã.

  7. A batalha de Stalingrado foi um conflito entre o exercito alemão e o exercito soviético. Essa batalha gerou milhões de mortes, onde foi denominada a batalha mais sangrenta da história. Ocorreu entre 1941 – 1943 e foi importante, pois ocorreu a derrota dos nazistas.
    Em 1937-1939 Stalin liderou o exercito vermelho, proibindo também a propaganda de antifasistas.
    Em 1º dezembro Stalin causou a invasão na Finlândia, mas com o exercito vermelho desorganizado eles se paralisam a longo tempo diante da linha Mannerheim (linha de defesa da Finlândia). Com isso sofre duras perdas durante meses. O Exército Vermelho perde então 126.875 homens, contra apenas 20 mil baixas do Exército finlandês. A URSS mostrou sua fraqueza militar e fez Hitler atacar. Hitler fez ataques na União Soviética algumas vezes, mas ainda com a fraqueza do Exército Vermelho ajuda os nazistas a convencer de que possue muito poder e de que seria fácil ganhar, tanto que ele adota o plano Barbarossa de ataque à URSS.

  8. Stalin, na verdade,queria persuadir Hitler,através na crença de que o tratado de não a agressão(Hitler e Stalin assinaram um tratado em que nenhuma nação poderia atacar uma a outra).
    Hitler, aproveitou do descuido do exército russo(culpado é o Stalin),o exército nazista invadiu o território russo,aprisionando soldados soviéticos e o executando eles(alguns).
    Durante todo esse tempo, os generais soviéticos estavam começando s discordarem da ideia de Stalin, que culpou eles pelo descuido das tropas russas,que depois foram executados.
    A estratégia de Stalin não foi uma estupidez, com dizem a maioria das pessoas,mas foi uma estratégia arriscada.Muitos soldados russos mortos,mas mesmo assim,Stalin conseguiu arrasar com o exército alemão que invadiu as terras soviéticas.O descuido de Stalin serviu como uma isca para as tropas de Hitler.
    A terra arrasada também foi uma das ideias de Stalin durante esse período.
    Identificação do comentário:
    -Isac Benjamin de Melo Nogueira-9°ano Jorge Amado – Colégio Ser!-Sorocaba.
    -Leonardo Cezar Ianaconi Camargo-9°ano Jorge Amado – Colégio Ser!-Sorocaba.

  9. O artigo é interessante pois aprofunda os que tivemos durante as aulas de história.
    O Exército Vermelho perdeu 126.875 homens mortos, desaparecidos ou aprisionados e o Exército finlandês 20 mil baixas, o que nos da a ideia de que o Exército Vermelho era mais forte do que o finlandês.
    Com a violação do espaço aéreo o ataque dos alemães foi muito mais fácil, pois tiveram conhecimento da região que necessitavam para o ataque.
    Mesmo quando os alemães atacam a Russia Molotov não permite o contra ataque pois para ele o acordo de não agressão ainda existia (Ribbentrop-Molotov).
    Stálin era chamado de “zé ninguém” , pois não fez nada durante muito tempo para impedir o ataque do exercito alemão em território soviético. Com isso teve a perda de muitos soldados, mas mesmo assim conseguiu ganhar a guerra.
    Terra arrasada foi uma estrategia da Russia, que foi bem sucedida, conflitos contra potências europeias.
    Rafaela A. Duso
    Gabriela Guimarães – 9° ano Jorge Amado – Colégio Ser! – Sorocaba

  10. A Batalha de Stalingrado foi uma batalha entre o exército vermelho e o nazista,
    onde o exército nazista foi derrotado e expulso da união soviética, porque eles a estavam invadindo e o exército vermelho usou a estratégia da terra arrasada, e também
    tirou o exército nazista da polônia.
    O Stalin foi muito permissivo em deixar as tropas nazistas avançarem tanto em suas
    terras.
    9ºano JA

  11. A partir de nossa leitura, percebemos que Stalin não queria participar de uma guerra, porém o exército de Hitler matou e aprisionou muitos soldados soviéticos, pelo seu desejo de dominar mais territórios. Assim, descumprindo o acordo de Ribbentrop – Molotov (acordo onde a Alemanha e a Rússia não se enfrentariam).
    Para ter certeza de que também poderia descumprir o acordo, a Rússia mandou Molotov verificar se a Alemanha tinha mesmo declarado guerra contra a União das Republicas Socialistas Soviéticas (URSS).
    Após a descoberta do anuncio da guerra, a URSS começou a enfrentar o exército alemão, que já estava enfraquecido por conta das suas intensas empreitadas em busca de mais territórios para a Alemanha.
    Ana Beatriz C. Mendes (nº 1);
    Isabelle K. Taveira (nº 20);
    Patrícia C. T. Russi (nº 35).
    9º ano J.A. – Colégio Ser! Sorocaba- SP

  12. Nó achamos o texto muito bom, longo e informativo, em conjunto e com a junção de nossos conhecimentos elaboramos a seguinte opinião em relação ao assunto:

    O periodo citado por você é determinante para o desfecho da Segunda Guerra Mundial em termos estrategicos, alianças e conflitos. De um lado o Estados Unidos da América em conflito com o Japão e fornecendo armamento aos países, do outro lado os Nazistas que tinham um domínio quase completo da Europa, até o surgimento do exercito vermelho de Stalin, que representava a Rússia. Com a utilização da terra arrasada superaram os Nazistas, algo nunca antes visto[…]

  13. A Batalha de Stalingrado é um dos mais famosos conflitos da Segunda Guerra Mundial.
    Ocorre na cidade de Volgogrado, foi uma disputa de forças armadas da Alemanha e da antiga União Soviética.
    Infelizmente foi uma das mais terríveis batalhas (a mais sangrenta). Stalingrado (atualmente Volgogrado) é a principal cidade industrial da região do rio Volga.
    Essa batalha foi algo muito triste para a história da humanidade visto que mais de 1,5 milhões de pessoas foram mortas. Hitler usou sua força militar no leste pela conquista da cidade, também forçando as tropas a agir do modo mais rápido possível, usando a prática de guerra alemã de tomada rápida de território, batizada de “blitzkrieg”.Após a Batalha de Stalingrado ocorre o inicio da queda do poder da Alemanha.

  14. Após a leitura do texto, confirmamos o que já sabíamos, que a batalha de Stalingrado foi um fato essencial para o fim do império de Hitler.
    Se Hitler não fosse tão ambicioso, talvez poderia dar um fim diferente a guerra, pois após romper o tratado Ribbentrop-Molotov (tratado de não agressão) e invadir grande parte do território soviético, Stalin teve que tomar providencias resultando na batalha de Stalingrado.
    Stalin poderia ter repelido as forças nazistas muito antes da tomada de quase todo o território leste soviético, porém por conta deste atraso muitas vidas foram perdidas, com a maioria sendo civis.
    Hitler era muito supersticioso ao contrário de Stalin um homem extremamente concreto, apesar de suas diferenças ambos queriam poder e território, sendo assim havia uma “paz” entre eles.
    Não apenas a batalha de Stalingrado foi essencial para o término da guerra, mais também os ataques realizados pelas forças Norte Américas, Inglesas e Francesas.

  15. A batalha de Stalingrado foi algo decisivo na Segunda Guerra Mundial, já que foi a primeira grande derrota do exercito nazista, provocada pelo Exercito Vermelho.
    Os norte-americanos mediam forças com o Japão pelo controle do Pacífico, enquanto os ingleses se preocupavam em defender seu império ameaçado.
    Stálin fez de tudo para parar o Exercito Vermelho, mas apenas entre 1937 e 1939 ele conseguiu acabar com o comando do Exercito Vermelho e os oficiais. E em 1939, Stálin proibiu a propaganda antifascista, a ponto de bloquear a difusão na Alemanha de um panfleto do Partido Comunista Alemão, reforçando o regime de Hitler um pouco mais.
    Em dezembro, Stálin desencadeou a invasão da Finlândia. O Exercito Vermelho se paralisa longo tempo diante da fronteira da linha de defesa da Finlândia, por isso sofre duras perdas por um tempo. Depois perde muitos soldados, mortos, desaparecidos, sequestrados ou aprisionados.
    A URSS revela sua fraqueza, encorajando Hitler a atacar.
    Hitler, em dezembro, ele cria o plano Barbarossa em ataque à URSS, mas Stálin não cria nenhuma medida de defesa para proteger a URSS dos ataques nazistas.

    Jamile, Helena e Isis – Colégio ser 9° ano.

  16. O texto fala sobre a primeira grande derrota do exercito nazista que foi na URSS (atual Rússia) Hitler se aproveitou que o exercito vermelho estava enfraquecido devido a uma batalha para atacar com aviões, coquetéis molotov, armas de fogo em busca de uma vitória, eles aproveitaram essa oportunidade antes de atacar a Inglaterra que estava muito ocupada protegendo o seu próprio reino colonial. Os E.U.A não ajudaram muito, pois eles estavam preocupados em disputar o pacifico com o Japão, então podemos dizer que a URSS foi a grande causadora (que deu o ponta pé inicial) para a derrota do exercito de Hitler, os nazistas no terceiro Reinch.

  17. Existia um tratado de paz entre a França e a Alemanha que se chamava Molotov-Ribbentrop , ele foi rompido pelo nazismo e assim grandes problemas vieram .
    A batalha de stalingrado foi a grande derrota das tropas de Hitler.
    A guerra foi intensa “Durante os cinco meses da batalha de Stalingrado, 13.500 soldados e oficiais acusados de covardia, deserção, recuo sem autorização e automutilação foram fuzilados pela NKVD.´´
    Hitler não queria possuir apenas alguns países , ele queria dominar o mundo com sua raça ariana e assim ele teria que dominar a Inglaterra mas ela tinha uma força aérea muito mais forte do que as das tropas de Hitler então ela permaneceu intacta e financiando armamentos para os outros países.
    Enquanto isso capitais eram bombardeadas e cidades eram saqueadas e destruídas pelos nazistas.
    A segunda guerra mundial teve inicio em 1939 e teve seu fim em 1945.

  18. Esse texto possui uma grande quantidade de conteúdo de qualidade, um artigo essencial para um aluno do 9 ano, pois fala diretamente e sem enrolação sobre A Batalha de Stalingrado, nós gostamos muito da forma que o autor escreveu, pois foi de uma forma resumida, mas de fácil entendimento e sem deixar faltar nenhuma informação importante.
    A Batalha de Stalingrado foi muito importante para a historia pois foi a primeira derrota nazista, após o ocorrido o exercito de Hittler começou a decair, e perder os territórios conquistados até então.
    O texto também faz referencia ao Estados Unidos, que mesmo estando em confrontos com o Japão, pelo Controle do Pacifico, eles auxiliaram o exercito Inglês em armamentos, ou seja fazendo ‘’empréstimos’’.
    Guilherme Medeiros, Matheus Tampelini – 9 ano JA – colégio ser! Sorocaba

  19. Bruno Henrique Nakagawa e Leonardo Stein Campelo Colegio Ser! Sorocaba 9ºano Jorge Amado disse:

    Batalha de Stalingrado foi uma operação militar conduzida pelos alemães e seus aliados contra as forças russas pela posse da cidade de Stalingrado , na antiga União Soviética, entre 17 de julho de 1942 e 2 de fevereiro de 1943, durante a Segunda Guerra Mundial. A batalha foi o ponto de virada na frente leste da guerra, marcando o limite da expansão alemã no território soviético e é considerada a maior e mais sangrenta batalha de toda a História, causando muitas mortes e feridos em cerca de dois milhões de soldados e civis.
    Marcada por sua extrema brutalidade às perdas militares e civis de ambos os lados, a ofensiva alemã sobre a cidade de Stalingrado, foi a segunda derrota em larga escala da Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial e a mais decisiva; a partir daí, a ofensiva passou totalmente para as mãos dos soviéticos até a vitória final contra o Terceiro Reich, em 8 de maio de 1945.
    O presidente Vladimir Putin autorizou a mudança da nomenclatura, que hoje encontra-se novamente como Stalingrado.

  20. Prezados alunos, bom dia! Segue uma proposta muito interessante de atividade. A leitura de uma análise muito crítica da postura de Stalin em relação a invasão nazista no território russo. O historiador francês Jean-Jacques Marie faz uma crítica ferrenha a conduta do estadista russo e dá os louros da vitória do exército vermelho a quem é de direito. O comentário deverá ter, no mínimo, 10 (dez) linhas. Façam a revisão ortográfica. Bom trabalho! Prof.ª Marilia C C Coltri – Colégio Ser! Sorocaba!

  21. Particularmente hilário o trecho: “Em 21 de junho, o chefe da NKVD, Beria, envia a Stálin duas notas. Sabendo que Stálin, julgando-se infalível, não suporta a menor critica, denuncia um informante soviético “que mente, afirmando que Hitler concentrou 170 divisões contra nós sobre nossa fronteira ocidental”, e conclui: “Mas eu e meus homens, Iossif Vissarionovicht [Stálin], nos apegamos firmemente em vossa sagaz previsão: Hitler não nos atacará em 1941”.

    O grande gênio da vitória soviética na frente oriental, parece-me, foi Zhukov (no texto chamado de Jukov). Concordo que os soviéticos venceram “apesar de Stalin”; mas a questão não é tão simples como o texto sugere… Stalin, ao contrário de Hitler, era também uma figura pragmática; capaz de em momentos decisivos ouvir seus generais (coisa que Hitler raramente fazia). É ainda possível especular sobre o resultado dos acontecimentos no caso da adoção, por parte do Exército Vermelho, de uma estratégia menos sanguinária e desumana (fuzilamento sumários de qualquer um que recuasse em Stalingrado, adoção de estratégias de terra arrasada, etc): o preço da resistência aos nazista era altíssimo. À diferença dos franceses e outros povos, o povo russo (e seus sanguinários tiranos) estava consciente e disposto a pagá-lo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s