Chevolution

FÁBIO VIANA RIBEIRO*

Uma das coisas mais curiosas de Chevolution, filme mexicano de 2008 e dirigido por Luis Lopez, é o fato de ser um filme sobre uma fotografia. Literalmente sobre uma única fotografia: ao longo de quase uma hora e meia, numa ótima e convincente edição.

Um filme talvez ofuscado por outros, sobre o mesmo assunto, e que passou quase desapercebido por ocasião de seu lançamento. Ainda assim, é bem provável que os fãs de Che Guevara – como muitos dos que são mostrados no filme – não considerem Chevolution um bom filme; tanto quanto seus críticos – e que no filme também são muitos – o considerem comedido em suas críticas ao líder cubano. Apenas por ter conseguido essa espécie de unanimidade ao contrário, já valeria a pena ver Chevolution.

cheimagedoc1

A fotografia em questão é a conhecida imagem de Che Guevara com olhar distante e usando uma boina militar – e que mais tarde receberia o título de Guerrilheiro Heróico. A paciente e detalhada reconstituição do sinuoso percurso feito pela fotografia tirada por Alberto Korda termina sendo a um só tempo uma história da revolução cubana e uma ótima análise da indústria cultural. Ao longo do filme, figuras ilustres como Jim Fitzpatrick, Gerry Adams, Tom Morello, Gael Garcia Bernal, Antonio Banderas, etc., bem como outras, igualmente argutas mas não tão conhecidas, tentam explicar não apenas o significado quase que enigmático da foto quanto a trágica e quase romântica história de Ernesto Che Guevara. O filme, aparentemente desinteressado em enaltecer ou denegrir a imagem deste último, mostra as maiores qualidades do líder guerrilheiro ao lado de seus maiores erros e contradições. Por um lado, a fracassada guerrilha no Congo e na Bolívia, o tratamento impiedoso e sanguinário dado aos inimigos da revolução; por outro, as viagens pela América Latina e seu amadurecimento teórico, bem como traços de sua incomum personalidade. Nesse particular, tanto quanto outras figuras registradas pela história – como, por exemplo, o explorador irlandês Ernest Shackleton – Che Guevara parece ter sido alguém dotado de uma espécie de energia vital completamente acima da média; como se o próprio mundo não fosse o bastante para ser vivido. Tal traço de personalidade, feito de profundo inconformismo, e por isso mesmo não muito interessante tanto para aqueles que admiram quanto para aqueles que abominam a figura de Che Guevara é, no fim das contas, o de indivíduos dispostos a viver e morrer por seus ideais. Coisa cada vez mais rara nos dias atuais; e daí o imediato entendimento, por parte de tantos, do significado sugerido pela famosa imagem.

Apesar do fotógrafo Alberto Korda ser reconhecido como autor inquestionável da foto, a imagem só viria a ganhar vida própria alguns anos depois de ter sido tirada. Inicialmente sendo publicada por uma revista francesa, mais tarde, sendo usada em cartazes quase anônimos ao longo das muitas manifestações dos anos 60. Alguns anos depois, sendo vendida pelo editor de esquerda Giangiacomo Feltrinelli e redefinida graficamente pelo artista Jim Fitzpatrick, entre outros; até se transformar numa obra verdadeira (e involuntariamente) coletiva. Além dos motivos técnicos que fizeram da foto de Alberto Korda a fotografia mais reproduzida da história, o documentário mostra a transformação da imagem de Che Guevara num produto como outro qualquer, a ser usado em roupas, maços de cigarro, bebidas ou até mesmo, no caso do Brasil e que não é mostrado no filme, como bandeira de torcidas organizadas de futebol.

14447851_640

Como documentário a respeito de uma fotografia, Chevolution é também uma grande experiência visual, como se quem o dirigiu pretendesse expressar seu ponto de vista com o auxílio das imagens de seu tema: recriadas, alteradas, deslocadas, adoradas, odiadas, esgotadas. Entre muitas observações precisas e perturbadoras, um dos entrevistados observa que nenhuma fotografia – não sendo a foto de Korda exceção – resulta de uma intenção explícita do fotógrafo, participando muitas vezes do processo outros tantos elementos – o acaso, por exemplo. A imagem de Che Guevara durante o funeral das vítimas do ataque terrorista ao navio La Coubre, resultou igualmente do acaso e, por assim dizer, do tempo em que foi republicada. Ironicamente, e apesar de ter como poucos encarnado a firmeza de vontade e o espírito de sacrifício individuais, a mais conhecida foto de Che Guevara veio a se tornar também um eloquente exemplo do quanto a história humana, feita de vontades particulares e por vezes grandiosas, resulta em situações e contextos nos quais, mais tarde, seus autores mal se reconhecem.

che

Ficha Técnica

Título Original: Chevolution
Gênero: Documentário
Direção: Luis Lopez
Duração: 86 minutos
Ano: 2008
País de Origem: México


* ribeiro-fabioFÁBIO VIANA RIBEIRO é professor adjunto da Universidade Estadual de Maringá (Departamento de Ciências Sociais) e doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP).

Anúncios

Um comentário sobre “Chevolution

  1. Fabio, obrigado pela dica. Por isso é importante a divulgação sobre documentários e filmes. Agora tenho mais este para ver. Sobre esta foto do Che, que virou símbolo de Revolução socialista ao estilo cubano, também virou marca da indústria cultural, e até mesmo símbolo para o neonazismo austríaco. Isso mesmo. É o que vemos em “Personal Che”, tb documentário dirigido por um casal, uma brasileira e um colombiano. Primeiro, a esquerda adorava esta foto, agora nem tanto para não reforçar o estigma de ser marca da industria cultural, que enriqueceu muita gente. Segundo, o caso Vandré, depois daquele documentário (ver no You Tube) e da sua entrevista, a esquerda parou de cantar “Caminhando…”. Precisamos de mitos, de musiquinha, de gente se sacrificando pela “causa”. Como ser feliz agora?

    Veja o trailer sobre “Personal Che”:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s