“Cem anos de solidão” e o massacre de Aracataca

KAREN GARCÍA DELAMUTA [1], PRISCILA ENGEL [2] & SILVIA BEATRIZ ADOUE [3] [4]   Resumo Neste trabalho tratamos das relações entre Literatura, História e trauma pelo estudo do relato do massacre acontecido em Aracataca (Colômbia) em 1928 na trama do romance de Gabriel García Márquez Cem anos de solidão. O autor, nascido nessa cidade um … Continue lendo “Cem anos de solidão” e o massacre de Aracataca

Entre Bolsonaro, Thomas Mann e Spinoza

CARLOS RUSSO JR. * A sociedade brasileira vive um momento dramático de sua existência. Elegeu um dos Presidentes da República mais despreparados intelectualmente de toda a história republicana, portador de desequilíbrio emocional, ardoroso amante de soluções simplistas e populistas, saudosista da ditadura militar, que se alinha à intolerância e à violência contra todos os que … Continue lendo Entre Bolsonaro, Thomas Mann e Spinoza

Boris Pasternak e “Dr. Jivago”

CARLOS RUSSO JR.*   “Todos os grandes poetas russos, para quem os versos eram o próprio destino, escreveram de acordo com métodos clássicos, e cada um tem uma entonação não repetível, pura. Notem que as possibilidades dos versos russos são ilimitadas” (V. Chalamov, autor de Contos de Kolimá). Boris Pasternak é um homem de seu … Continue lendo Boris Pasternak e “Dr. Jivago”

Esaú e Jacó: Machado de Assis retrata esteticamente a transição da Monarquia para a República

CARLOS RUSSO JR.* Esaú e Jacó, escrito em 1904, é uma das últimas e mais importantes obras de Machado de Assis. Ele nunca deixou de tratar as questões de cunho político-social de forma profunda e ironicamente mordaz, é nessa narrativa, entretanto, que o Bruxo do Cosme Velho vai fundo na crítica à conformação política do … Continue lendo Esaú e Jacó: Machado de Assis retrata esteticamente a transição da Monarquia para a República

Despedida olímpica

JACQUES GRUMAN* Neste início de ressaca das Olimpíadas, cidade removendo a maquiagem, narradores bufões buscando novos mercados para se esgoelarem e atletas que brilharam em esportes ignorados pela mídia voltando ao ostracismo (a fila anda), reflito sobre o comportamento da torcida brasileira nas várias competições. Antes de entrar nesta questão, destaco duas estranhezas. A mídia, … Continue lendo Despedida olímpica