Paulo Coelho relembra as sessões de tortura que sofreu na ditadura

PAULO COELHO* O escritor brasileiro Paulo Coelho na fundação que leva seu nome, em Genebra Niels Ackermann/Lundi13/Folhapress No dia 28 de maio de 1974: um grupo de homens armados invade meu apartamento. Começam a revirar gavetas e armários —não sei o que estão procurando, sou apenas um compositor de rock. Um deles, mais gentil, pede que … Continue lendo Paulo Coelho relembra as sessões de tortura que sofreu na ditadura

Anúncios

Somos todos filhos da escravidão

MÁRIO MAESTRI* Nos momentos de grandes crises, volta-se comumente ao passado, à procura de fundamentos sólidos para escorar não raro para visões de mundo e projetos estrombólicos. No nosso país se tem feito o mesmo com criatividade singular. Somos uma nação imensa, de riquezas indescritíveis e de passado terrível, o que ajuda a explicar nossa … Continue lendo Somos todos filhos da escravidão

O Senador Álvaro Dias, a liberdade do jornalista Juvêncio Mazzarollo e a Democracia

WALTER PRAXEDES* Álvaro Dias foi um dos principais organizadores da campanha das Diretas Já no Paraná, em 1984, quando era senador, viajando por todo o Estado para incentivar a participação popular na oposição ao regime militar, inicialmente sem o apoio do governador José Richa. Mesmo em seu crepúsculo, o regime continuava ameaçador. O jornalista Juvêncio … Continue lendo O Senador Álvaro Dias, a liberdade do jornalista Juvêncio Mazzarollo e a Democracia

Farroupilha: a revolução dos latifundiários escravistas

MÁRIO MAESTRI* A Guerra Farroupilha [1835-45] foi um entre os diversos movimentos liberais provinciais contra o centralismo do governo despótico de Pedro I [1822-30] e, a seguir, as tímidas concessões da Regência [1831-40]. A crise política que abalava o Império do Brasil era alimentada pelas dificuldades da economia escravista, a seguir relançada pela produção cafeicultora … Continue lendo Farroupilha: a revolução dos latifundiários escravistas

Descobrindo o povo brasileiro: Euclides da Cunha e a brasilidade sertaneja

AUGUSTO C. BUONICORE***   Os primeiros anos do século XX não anunciavam grandes perspectivas ao país e seu povo. Por aqui predominavam ideias pseudocientíficas, provindas dos países capitalistas centrais, que advogavam a inferioridade dos povos não brancos que habitavam as regiões tropicais. Essas ideologias racistas e colonialistas serviram de justificativa à dominação europeia e estadunidense … Continue lendo Descobrindo o povo brasileiro: Euclides da Cunha e a brasilidade sertaneja

“Os Sertões” de Euclides da Cunha: um dos maiores genocídios no Brasil do século XIX

CARLOS RUSSO JR.* Em 1895, um movimento no sertão baiano liderado por um beato de nome Antônio, conhecido como Conselheiro juntou mais de oito mil sertanejos miseráveis na fundação de um arraial, “O Império de Belo Monte”, que passaria para a História como Canudos. Ademais de condenarem a República, sobre a qual quase nada sabiam, … Continue lendo “Os Sertões” de Euclides da Cunha: um dos maiores genocídios no Brasil do século XIX

Esaú e Jacó: Machado de Assis retrata esteticamente a transição da Monarquia para a República

CARLOS RUSSO JR.* Esaú e Jacó, escrito em 1904, é uma das últimas e mais importantes obras de Machado de Assis. Ele nunca deixou de tratar as questões de cunho político-social de forma profunda e ironicamente mordaz, é nessa narrativa, entretanto, que o Bruxo do Cosme Velho vai fundo na crítica à conformação política do … Continue lendo Esaú e Jacó: Machado de Assis retrata esteticamente a transição da Monarquia para a República