“Doutor Fausto”, o mais alto grito literário antinazista!

CARLOS RUSSO Jr. * Thomas Mann, Brustbild, frontal, leicht nach rechts gewendet, Kopf auf seine rechte Hand gestützt. ETH Zurich, Thomas Mann Archives Em 1933, os nazistas chegam ao poder na Alemanha através do voto democrático. Imediatamente, devotam-se à destruição da democracia e à implantação do regime totalitário mais odioso da História da humanidade. No … Continue lendo “Doutor Fausto”, o mais alto grito literário antinazista!

Pátria, patriotismo e nacionalismo

Pe. ALFREDO J. GONÇALVES, cs “Patria” é o título de um recente romance do escritor espanhol Fernando Aramburu (Ugo Guanda Editore, Milano, 2016). O livro põe a nu as feridas de duas famílias bascas, ambas golpeadas pela onda de atentados da organização nacionalista basca ETA – Pátria Basca e Liberdade. Embora uma das famílias estivesse … Continue lendo Pátria, patriotismo e nacionalismo

Kafka: o mundo kafkiano no tempo em que vivemos

CARLOS RUSSO* Talvez nenhum escritor tenha pressentido, ainda no auge da modernidade, o significado de uma realidade que se imporia tempos após sua morte, e que se substancializa de forma dramática nos dias pós-modernos que vivemos. Pois em Kafka se faz sentir, com uma intensidade apenas desenhada em Dostoiévski, o sentido trágico da vida. O … Continue lendo Kafka: o mundo kafkiano no tempo em que vivemos

“O Grande Inquisidor” de Dostoievski e a manipulação religiosa das massas

CARLOS RUSSO JR.* Fiódor Mikhailovitch Dostoiévski (11/11/1821 - 09/02/1881 No dizer de George Steiner “O Grande Inquisidor”, uma lenda contada por Ivan Karamazov a seu irmão Aliocha, é prometeico quanto ao ficar os pés no passado,permitiu antever o futuro manipulável da sociedade de massas. Pois a religiosidade utilitária aponta tanto para as recusas de liberdade … Continue lendo “O Grande Inquisidor” de Dostoievski e a manipulação religiosa das massas

Entre Bolsonaro, Thomas Mann e Spinoza

CARLOS RUSSO JR. * A sociedade brasileira vive um momento dramático de sua existência. Elegeu um dos Presidentes da República mais despreparados intelectualmente de toda a história republicana, portador de desequilíbrio emocional, ardoroso amante de soluções simplistas e populistas, saudosista da ditadura militar, que se alinha à intolerância e à violência contra todos os que … Continue lendo Entre Bolsonaro, Thomas Mann e Spinoza

Dante Alighieri: o criador poético do eterno feminino

CARLOS RUSSO JR.* Dante Alighieri foi político, poeta, estudioso da cosmologia e da ética de São Tomás de Aquino. Refugiado de Florença, viveu no exílio a maior parte de sua vida e lá criou sua obra prima, “A Divina Comédia”, o maior poema de todos os tempos! Dante, para aventurar-se pelos caminhos que conduzem ao … Continue lendo Dante Alighieri: o criador poético do eterno feminino

Antonio Candido e o direito à literatura

WALNICE GALVÃO* A celebração do centenário de Antonio Candido, grande intelectual falecido no ano passado, é motivo para muitos eventos. Entre congressos, seminários, simpósios, livros e números especiais de revistas, destaca-se uma exposição no Itaú Cultural, à Av. Paulista, intitulada: “Ocupação Antonio Candido – O direito à literatura”. Toma emprestado ao crítico o título de … Continue lendo Antonio Candido e o direito à literatura