Conexão 24 horas

Pe. ALFREDO J. GONÇALVES, cs Conhecemos bem o internauta compulsivo. Navega todo tempo e em todo lugar: no ônibus, no metrô, nas ruas, na padaria, numa reunião, no restaurante, no supermercado... Não é difícil tropeçar com ele, aparentemente falando sozinho pela calçada. Também não é difícil encontrá-lo atravessando o farol, na faixa de pedestres, com … Continue lendo Conexão 24 horas

Estudantes

GIORGIO AGAMBEN* Cem anos se passaram desde que Benjamin, num ensaio memorável, denunciava a miséria espiritual da vida dos estudantes berlinenses, e exatamente meio século desde que um libelo anônimo, difundido na universidade de Estrasburgo, enunciava seu tema no título Da miséria no ambiente estudantil considerada em seus aspectos econômicos, políticos, psicológicos, sexuais e, em … Continue lendo Estudantes

Recado para nós: vamos parar de compartilhar notícias falsas?

ANA CLAUDIA VARGAS*   Lembra quando seus antepassados da era anterior à internet/redes sociais compravam jornais nas bancas, diziam que gostavam do cheiro do papel impresso e liam com prazer evidente as notícias ali estampadas? Lembra quando as pessoas diziam ‘eu li no jornal X’ como se isso recobrisse a notícia com um selo de … Continue lendo Recado para nós: vamos parar de compartilhar notícias falsas?

Rede social e a comoção infinda dos paralelos: o ethos da pergunta que não quer aprender

ALEXANDER MARTINS VIANNA* Não uso o meu perfil no Facebook para banalidades engraçadinhas. Uso-o para convergir, fundir ou chocar processos artísticos e científicos díspares, criando novas politicidades críticas por meio da paralaxe suscitada pela correlação entre discursos verbais e (áudio)visuais. É bem possível que eu transforme isso numa ação de extensão formalizada pela UFRRJ. Trata-se … Continue lendo Rede social e a comoção infinda dos paralelos: o ethos da pergunta que não quer aprender

Das comunicações vigiadas à reconstrução da democracia

WALTER PRAXEDES* Sempre pensamos que a globalização é a época das comunicações instantâneas entre todas as regiões do planeta. Agora precisamos acrescentar que essa instantaneidade é também vigiada via satélite. Houve um tempo, não muito distante, em que a maior acusação que poderia ser feita contra os então chamados países comunistas da hoje já extinta … Continue lendo Das comunicações vigiadas à reconstrução da democracia